22 de maio de 2019
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Eduardo CM Neto (Dudu Burton)

Emancipação da Alma segundo Kardek
Publicado em: 15 de maio de 2007, 20:35:47  -  Lido 3291 vez(es)



Muitos falam em nome do Espiritismo, afirmando sobre perigos da
Projeção Astral, ou Emancipação da Alma. Porém, nada mais justo do
que conferir na fonte o que o Espiritismo diz sobre o assunto.

Logo no começo do Livro dos Espíritos, de Allan Kardek, há a
seguinte afirmação: "o Livro dos Espíritos contém a doutrina
espírita". Portanto, é a melhor fonte para tirar as duvidas.

Note que o livro supracitado tem um capítulo inteiro dedicado ao
tema da Emancipação da Alma (VIII). É só olhar, a partir da pergunta
400.

Dizem que a projeção da consciência é perigosa. Porém, logo na
segunda pergunta (401, abaixo), o Espírito da Verdade já informa que
não estamos jamais inativos. Ou seja, queiram ou não, nos
projetamos, animicamente.

Até a pergunta 455, o livro trata do fenômeno direta e
indiretamente. Não encontrei nada contra a projeção astral, nada sobre perigos
ou sobre recomendação de mestres.

Seria interessante recomendar esta obra para os que
se dizem espíritas. Ou será que Allan Kardek consta no index
proibitorium da FEB? (risos)

Na duvida, entre a opinião do espírita "amigo da vizinha da tia da
minha cunhada" e a do próprio Allan Kardek, eu fico com a segunda. E
você?

--

401. Durante o sono, a alma repousa como o corpo?
"Não, o Espírito jamais está inativo. Durante o sono, afrouxam-se os
laços que o prendem ao corpo e, não precisando este então da sua
presença, ele se lança pelo espaço e entra em relação mais direta
com os outros Espíritos. "

402. Como podemos julgar da liberdade do Espírito durante o sono?
(...)
"O sono liberta a alma parcialmente do corpo. Quando dorme, o homem
se acha por algum tempo no estado em que fica permanentemente depois
que morre. Tiveram sonos inteligentes os Espíritos que,
desencarnando, logo se desligam da matéria. Esses Espíritos, quando
dormem, vão para junto dos seres que lhes são superiores. Com estes
viajam, conversam e se instruem. Trabalham mesmo em obras que se
lhes deparam concluídas, quando volvem, morrendo na Terra, ao mundo
espiritual. Ainda esta circunstância é de molde a vos ensinar que
não deveis temer a morte, pois que todos os dias morreis, como disso
um santo.

"Graças ao sono, os Espíritos encarnados estão sempre em relação com
o mundo dos Espíritos. Por isso é que os Espíritos superiores
assentem, sem grande repugnância, em encarnar entre vós. Quis. Deus
que, tendo de estar em contacto com o vício, pudessem eles ir
retemperar-se na fonte do bem, a fim de igualmente não falirem,
quando se propõem a instruir os outros. O sono é a porta que Deus
lhes abriu, para que possam ir ter com seus amigos do céu; é o
recreio depois do trabalho, enquanto esperam a grande libertação, a
libertação final, que os restituirá ao meio que lhes é próprio.

--

A obra completa pode ser encontrada em
http://www.febnet.org.br/pdf/lesp_br.pdf

Discernimento,

Dudu Burton
--
Eduardo CM Neto (Dudu Burton)
duduburton@voadores.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir