15 de julho de 2019
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Eduardo CM Neto (Dudu Burton)

Sendo Assistencialista aqui também.
Publicado em: 15 de maio de 2007, 20:34:26  -  Lido 2645 vez(es)



Olá pessoal,

Está fantástica esta discussão sobre assistencialismo. Cada mensagem
que leio, vejo os olhos brilhando de quem já tem a semente plantada
no coração e está plantando em várias outras pessoas. São ideias,
atitudes e palavras que estimulam a mim e a todos a fazer sempre
mais e mais.

E dentro de todas as formas de assistencialismo, acredito que uma
engloba todas as outras. É o simples fato de SER. A pessoa
iluminada, não só conhece e percorreu o caminho, como auxilia as
outras pessoas no próprio caminho. E eu vejo que sendo somente as
pessoas que somos, e tentando melhorar de verdade a cada dia,
estamos contribuindo realmente para a formação de um mundo melhor.
Por mais piegas que isto possa parecer.

Sendo coerente com minhas posturas e ideais espiritualistas, eu vivo
uma vida que contagia as pessoas que moram comigo. E estas, quando
crescem, acabam me contagiando também e me levando sempre em frente
no caminho. Do espiritualismo, para mim, não são as crenças ou a
religiosidade que importa. É o brilho nos olhos e a paz de espírito
que adquiri que considero o maior ouro.

Educação é feita com exemplos. Minha mãe sempre doa suas roupas. Mas
ela nunca falou para doar as minhas. Só que a sua criação, sendo uma
pessoa legal, me influenciou e por mim mesmo, logo também comecei a
achar muito desnecessário ficar com roupas que não uso no armário.

Em uma esfera maior, sei que não tendo tantos apegos, não devolvendo
na mesma moeda a agressão das pessoas, não tendo atitudes mesquinhas
e egoístas e levando a vida do jeito que levo também dou exemplos
que já manifestam pelo menos uma indignação das pessoas.

Levar uma vida sem mentiras, e sem omissão é um pequeno gesto, mas
muito difícil, que garante grandes repercussões no mundo. Fazendo
isso compreende-se mesmo porque a palavra é a manifestação da magia.

Simplesmente SER é a maior coisa que poderíamos fazer para o
assistencialismo. Todo o resto é consequência.

Um abraço,

Dudu

--
Eduardo CM Neto (Dudu Burton)
duduburton@voadores.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir