14 de dezembro de 2018
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Lázaro Freire

Sobre Cremação, Doação de Órgãos e 'Espiritualistas' visitando Túmulos vazios no dia de Finados
Publicado em: 04 de setembro de 2006, 19:08:18  -  Lido 3000 vez(es)



(Texto postado originalmente na lista Voadores da Internet)

- Por Lázaro Freire -

Cremação? Bocejo....
Se você é espiritualista:

1) Leia o histórico da lista.
2) Doe os órgãos.
3) Creme o que sobrar.

Já falamos bastante sobre isso: Você não está ali mesmo. E não é o corpo. Então deixe o corpo da Terra para uso da Terra e siga em frente...

Se você é materialista:

1) Leia o histórico da lista.
2) Doe os órgãos.
3) Creme o que sobrar.

Você não acredita em nada mesmo... Então deixe os outros usarem os órgãos e livre os parentes da manutenção de restos mortais.

Se você é espiritualista incompetente:

1) Leia o histórico da lista.
2) Doe os órgãos.
3) Creme o que sobrar.

Já que você ficou apegado ao corpo, como NÃO devia, e não conseguiu sequer companhias para um desenlace - coisa que gente bem pior consegue, melhor cremar ainda assim, para você se libertar. A não ser que prefira ficar agarrado ao corpo putrefato dentro de um cemitério, sentindo os vermes e sendo "rango" de toda a turma extrafísica densa que freqüenta o lugar.

Entretanto, se o seu espiritualismo é papo-furado, só crença, e você não se garante e tem mesmo é um baita medo de morrer - e quer continuar a ser assim:

1) Tema a cremação. Embora não faça diferença alguma...

2) Crie doutrinas esquisotéricas nas quais um disco voador resgate você do fim do mundo.

3) Visite cemitérios no dia de finados. Afinal, você acredita que as pessoas estão lá...

4) Acenda velas para dar luz aos desencarnados.

5) Leia bastante sobre enterrados vivos.

6) Coloque um celular dentro do caixão, para caso você acordar.

7) Compre caixões bem caros para demonstrar o quanto você ama o defunto.

8) Faça um carnê-defunto para você, do cemitério mais bonito da cidade, para garantir que seu descanso eterno seja elegante, independente dos pão-duros de seus parentes.

9) Não aceite a morte de entes queridos. Lembre-se de gritar bastante pelo nome deles, perguntando sempre "por quê"?

10) Pentelhe os médiuns conhecidos, exigindo comunicações dos parentes que se foram. Não custa confirmar...

11) Tente bastante se projetar, só para matar a curiosidade de saber "como o defunto está". Não aceite, corra atrás! Não custa confirmar...

12) Não estude temas espirituais, que vivem exigindo que você encare a morte, e vá ser um materialista feliz, pelo menos sem medo de viver.

13) Não estude projeção astral e outros assuntos que façam você encarar a morte e o ?lado de lá?.

14) E ao chegar do outro lado, pentelhe todo mundo, pedindo para ver os parentes na Terra, e perguntando quando é que pode reencarnar novamente...

15) E, acima de tudo, quando confrontado com algum discernimento perante o novo, tente se agarrar com unhas e dentes a algum fundamento ou religião que lhe permita deixar o pensamento quietinho e conservador como estava, está e estará...

São Paulo, 05 de outubro de 2004.


--
Lázaro Freire
lazarofreire@voadores.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir