12 de dezembro de 2018
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Lázaro Freire

Considerações Projetivas e Conscienciais
Publicado em: 04 de setembro de 2006, 18:42:52  -  Lido 3036 vez(es)



(Texto postado originalmente na Lista Voadores da Internet)

- Por Lázaro Freire -

Alguém aqui na lista perguntou:

?Gostaria de aprender exercícios que me ajudem a desdobrar com consciência e segurança. O que devo fazer para consegui-lo? Preciso energizar o ambiente e fazer alguma prece? Ao me desdobrar, o que devo fazer para evitar que espíritos não esclarecidos tentem me assustar? A que lugar devo evitar ir, ao desdobrar??

- Respondo eu:

Olá.

Para facilitar a resposta, vamos a algumas considerações projetivas:

1. Não existem exercícios "garantidos" para a projeção extrafísica, porque cada pessoa é um universo ? e o que serve para minha referência, pode não ser adequado para você. Conheça várias linhas, com mente aberta, e encontre algo adequado para você.

2. Não existe exercício projetivo "mais seguro", uma vez que não há riscos na projeção astral. Contudo, fazer preces, meditar, cuidar do ambiente - ou qualquer outra coisa que faça você melhorar e lhe traga uma boa sintonia - faz um bem enorme para quem está dentro ou fora do corpo. Melhorando como pessoa (e espírito), será melhor, também, quando sair. Piorando, será pior também quando ficar. Independentemente da projeção.

Se tem intenção de melhorar seu ambiente, parabéns! Para dar resultado (inclusive no que diz respeito a presenças extracorpóreas), faça isso regularmente, em atitudes, pensamentos, música, harmonia, programas adequados de TV, filmes que escolhe, pessoas com quem fala (e como fala). A experiência me obriga a dizer que, se deixar apenas para a hora de se projetar, não adianta muito. Mas ainda assim é melhor do que nada, e mostrará como tudo PODERIA ser o tempo todo.

3. Para evitar que espíritos não esclarecidos lhe assustem, simplesmente seja mais esclarecido do que eles, você mesmo! Sendo "não esclarecidos", não deve ser difícil. E não é mesmo!

4. O medo se faz presente diante do desconhecido, e eles contam - apenas - com nossas crendices e mazelas emocionais para tentar nos assustar. Com o conhecimento discernido, o medo dá lugar a boas risadas em cada tentativa de lhe assustarem - e nada provoca mais luz (e espanta as trevas, por conseguinte) do que uma boa risada. Vê lá se obsessor vai ter bom humor? Se tiver, já começa a melhorar...

5. Particularmente, não gosto do termo DESDOBRAMENTO, que é equivocado (dentro de um paradigma espiritualista). Para os espíritas e espiritualistas, o corpo é apenas o invólucro, e o espírito que sai do corpo leva, consigo, sua consciência, que sobrevive, inclusive, após a morte do corpo. Assim, não ocorre um "desdobramento" nesse fenômeno, já que o corpo vazio não é o espírito, e sim uma "projeção" da consciência para fora dele.

6. O paradigma espiritualista não é o único. Para algumas ordens ocultistas, a consciência reside também em cada célula do corpo. Ainda assim, a porção CONSCIENTE que fica no físico seria desprezível, não justificando o termo DESDOBRAMENTO no sentido prático do fenômeno projetivo.

7. Apesar de espíritas brasileiros usarem, equivocada e rotineiramente, o termo "desdobramento", é bom saber que este foi importado das correntes teosóficas, ocultistas e/ou místicas que, na falta de outras literaturas, influenciaram bastante os primeiros espíritas brasileiros, disseminando o equívoco.

8. Notem, porém, que o termo usado por Allan Kardec no Livro dos Espíritos é EMANCIPAÇÃO DA ALMA, que seria o termo espírita "oficial" da codificação. Detalhe: Ocupa o oitavo capítulo inteiro*, e não fala em risco algum...

8. Como não há riscos ou regras na projeção astral, você PODE ir ao lugar que quiser (ou conseguir), inclusive passear, namorar, ou encarar (agradavelmente ou não) todas as suas sombras internas, na forma de assediadores extrafísicos e umbrais. Até mesmo essas experiências são benéficas, a seu modo.

9. Entretanto, seria interessante usar a experiência única para CRESCER como ser humano, e/ou a ajudar o planeta a crescer - bem como ter atitudes simples, evolutivas, que ajudem na integração cósmica do SER. Pelo menos penso assim, portanto, peço para ser levado a experiências que me façam crescer.

10. Mas note que é uma questão de maturidade consciencial de cada um, e não de obrigação ou religião... Não adianta apressar o rio, há tempos de plantar e de colher, e há tempos de brincar e de crescer.

11. A experiência demonstra, porém, que de forma análoga ao físico, quando trabalhamos direitinho, adquirimos crédito que nos permitem também brincar, viajar, amar e ser dono do próprio destino e diversão - de um modo que criança alguma consegue ter...

12. "Quando eu era criança, brincava com coisas de criança", já dizia Paulo de Tarso. E isso é bom. Naturalmente, haverá um tempo em que as mesmas brincadeiras não nos darão tanto prazer. Portanto, sugiro que vá aonde quiser - mas, como em tudo na vida, esteja onde estiver, procure não se enroscar, e pelo menos não fazer as coisas que VOCÊ MESMO já tem condição de saber que no fundo não lhe fazem crescer. E se você, se escutando, já sabe aonde (não) ir e o que (não) fazer, de acordo com sua própria consciência e responsabilidade, não precisa que eu, mestre, projetor ou sacerdote algum venha lhe dizer...

São Paulo, 20 de outubro de 2005.

Notas: - Nota de Wagner Borges:

Lázaro Freire é nosso amigo de muitos anos. É Espiritualista Universalista, Holista, Músico e Engenheiro de Software; Pesquisador, escritor e palestrante em Hinduismo, Cabala, Orientalismo, Tantrismo, Yoga, Projeção Astral, Taoísmo, Teologia, Ordens Iniciáticas e Jesus Histórico. É o Criador do Grupo Voadores de Projeção Astral e Espiritualidade na Internet - www.voadores.com.br - Para mais detalhes sobre o seu trabalho, ver sua coluna na revista on line do site do IPPB: www.ippb.org.br



- Nota do texto:

* Livro dos Espíritos ? Capítulo 8 ? ?Emancipação da Alma? ? perguntas 400 à 430.

--
Lázaro Freire
lazarofreire@voadores.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir