14 de dezembro de 2018
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Lázaro Freire

Esclarecemintos de um Exu sobre obsessores e enganos
Publicado em: 21 de dezembro de 2006, 10:46:46  -  Lido 3791 vez(es)



> - É possível que um espírito que queira te enganar faça você acreditar
> que algo seja para o bem, para que depois "ele" consiga fazer o mal?
> - Um espírito maligno pode fazer o bem, ou seja, existe a possibilidade
> de um espírito do mal te enganar?
> Como saber se o que está ao nosso lado é algo bom ou maligno?
> Se o malígno possui o poder de se tranformar em anjo de luz, porque
> um espírito não poderia te enganar?


Respostas em sintonia com um antigo amigo Exu, vibracionalmente "do meu lado" nessa manhã:

- Só se engana quem se engana. Desengano não é ruim.

- Espiritualista que "acha" que só vê guia de luz "se acha", só "se" acha, e se encontra no escuro: a maioria cai no ego, fascinação ou preguiça. Mas quando o sapato aperta, se superam. Quantos da Terra aprendem mais com mentores do que com obsessores? Que tipo de professor cada um contrata para si?

- Se o espírito do mal faz o bem só pra te enganar, ele já melhora com o bem que fez. Se ele estuda todo o bem que você faz para tentar lhe enganar, ele também aprende com o exemplo e garra que temos. Bem feito, foi você quem o enganou.

- Aproveite e aprenda também com a garra da turma de esquerda. Mesmo remando contra a maré, eles tem disciplina que "filhinhos-de-papai-astral" cheios de mentores e conhecimento não tem.

- Avalie:
1. Se o obsessor aprende conosco
2. Se nós não aprendemos com ele
3. Se tudo no universo se dá por sintonia de "farinha do mesmo saco"
4. Se vemos mais obsessores mudarem em um ano do que muitos espiritualistas em toda uma vida

- Conclusões incômodas:
5. Será que o maligno está melhor que nós?
6. Será que o encarnado é a obsessão kármica do assediador?
7. Será que julgamos amigos-espelho que tentam melhorar?

- Quem não tem opinião não precisa ir para o astral para ser enganado. A causa é aqui. Quem cria juizo próprio de cá, leva junto para lá como consequência.

- Se a evolução é o bem, "espíritos do mal" são os preguiçosos e os que teimam em não crescer?

- Há muitas formas de se errar. Mas há uma de acertar: Trabalhar mais. E "há vagas" dentro de você.

Lázaro Freire & Cia
http://www.voadores.com.br/lazaro
--
Lázaro Freire
lazarofreire@voadores.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir