22 de julho de 2019
                 
     
                         
Lázaro Freire, Acid0 e Lobão na MTV: Daime é droga ou religião?
Psicanálise Transdisciplinar em SP com Lázaro Freire
Seja um colaborador ativo da Voadores!
Cursos e palestras da Voadores em sua cidade
Mensagem de Wagner Borges
Mais novidades

 
  

Colunas

>> Colunistas > Benedicto Cohen (Bene)

CONTO: Para ficar com a pessoa amada
Publicado em: 04 de setembro de 2006, 16:04:09  -  Lido 2895 vez(es)



Ô seu Benê, mas que memória ruim, a sua... Ju é a noiva do Gil, lembra? Isso,
aquela do cabelo avermelhado, que mora no 406...

Então... o fato é que a Ju tinha brigado com o Gil, e aí, para que ele voltasse
para ela, ela pegou um Santo Antônio e tirou o Menino do colo dele, dizendo,
direitinho como haviam lhe ensinado: "Meu Santíssimo Santo Antônio: Assim como
Esaú foi separado de Betsabá, seu filho só vai voltar quando você me trouxer de
volta quem eu gosto."

(Mas vem cá, Dona Noriko... Será que nem ela nem o autor da 'oração' sabiam que
aquele menino no colo do Santo Antônio é Jesus, que aliás nem era filho dele?)

Ah, não era não? Bom... só sei que foi assim que me ensinaram, quer dizer, foi
assim que ensinaram a oração pra Ju. Mas aí, ainda segundo a tal simpatia, ela
enrolou o Menino num pano e guardou em qualquer lugar.

Como de costume, alguns dias depois, ela e o Gil já tinham voltado às boas, e
ela resolveu devolver o Menino Jesus (quer dizer que o nenê era o Menino Jesus,
né?) ao Santo.

Só que para desespero dela, a trouxa com o molequinho dentro havia sumido,
naquela bagunça que é a casa dela! E não houve meio de encontrar...

Temendo alguma atitude mais braba por parte do Santo - tipo ele tirar o Gil dela
de novo - ela teve então a feliz idéia de comprar outro Santo Antônio - desses
que nem o outro, que já vem com o Menino descolado, pra gente poder separar os
dois - e aproveitar o Menino.

E pronto: o Menino, se bem que já fosse outro, e agora fosse o próprio Menino
Jesus, em massa e osso, voltou para os braços do... padrinho...

E tirando o fato do Segundo Menino ter ficado meio com ar de bebê-gigante, ali
no colo do Primeiro Santo (o Segundo Santo era bem mais avantajado que o
Primeiro...), as coisas pareciam ter se resolvido.

Só que aí alguém lembrou à Ju um detalhe: agora o novo Santo havia ficado sem o
Menino dele - logo ele, que provavelmente tinha mais direito ao Menino, do que o
primeiro Santo...

(Sinceramente, Dona Noriko, a Dona Ju me parece uma pessoa... ahn... pragmática
demais, para se deter nessas questiúnculas de pátrio-poder... Não é mesmo?)

Sim, não! E além disso aquele rearranjo familiar todo já estava cansando a
coitada... Por isso, antes que a coisa se tornasse uma interminável corrente de
Todos os Santos, com Santos carentes para todos os lados, ela pegou o Santo
Dois, levou para uma igreja, e disfarçadamente soltou-o num banco qualquer,
dizendo para ele:

"Santinho Dois, o Menino fica lá em casa, com o Santo Um, tá? Mas não fique
triste, que aqui você não vai ficar sozinho, não... Olha só quanto santo tem aí
por perto..."

E caiu fora bem depressa, antes que o Santo Dois tivesse tempo de pensar no
assunto.

Pois é, seu Benê, foi isso... Mas parece que no fim os Santos todos acabaram se
entendendo, de algum jeito... Tanto é que - até o momento, pelo menos - o Gil
ainda tá batendo ponto todo dia, religiosamente, lá na casa da Ju. E olhe que já
faz quase uma semana que isto aconteceu...



Bene - Dez. 2003


--
Benedicto Cohen (Bene)
beneluxbr@yahoo.com.br


Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Mensagem:

 
Atenção: Sua mensagem será enviada à lista Voadores, onde após passar pela análise dos moderadores poderá ser entregue a todos os assinantes da lista além de permanecer disponível para consulta on-line.































Voltar Topo Enviar por e-mail Imprimir