VOADORES.COM.BR » Colunas


>> Colunistas >

Sexo Astral - O Day After
Publicado em: 04 de setembro de 2006, 15:39:31  -  Lido 6390 vez(es)

Esse negócio de sexo no astral sempre me pareceu uma furada. Lá, a coisa parece
ocorrer basicamente de duas formas:

1) vc encontra a alma gêmea perdida há várias encarnações, entra em comunhão
total com ela num esfuziante abraço cósmico, redescobre o sentido da vida,
arrebata-se todo e aí, quando acorda, nem lembra mais da cara dela.

Muito frustrante, sem dúvida...E se vc é do tipo romântico, com certeza vai
passar o dia chateado e se sentindo meio enganado...

2) vc se embola com uma ou mais criaturas atraentes, aí da maneira tradicional,
sem abraço cósmico, igualzinho como faria aqui na terra, se tivesse sorte e
fôlego pra isso, só que com dois inconvenientes: correndo o risco da criatura
mostrar ?argumentos? inesperados, nas piores horas e situações, e o pior - tendo
que ouvir dos amigos espiritualistas, no dia seguinte, que era tudo assédio, que
por trás da cara bonitinha que tu viu, ô meu, tinha lá é um vampirão te sugando
toda a tua energia, que já não é muita....

Muito pós-brochante, sem dúvida... E se vc é do tipo hipocondríaco, com certeza
vai passar o dia cismado e se achando meio abatido...

Culpa então, tem de montão, em ambos os casos... É que nem na piada: sabe quanto
tempo dura um filme pornográfico cristão? 25 minutos. Cinco minutos de sexo e 20
de culpa....

Vc acorda, tentando lembrar quem estava por cima de quem, naquela projeção, aí
olha pra coitadinha da esposa, ali dormindo inocentemente (quer dizer, sabe
Deus...vai que ela também dá as voadas dela por aí e não fala nada, a
desgraçada...) do teu lado...e se sente um hipócrita, um traidor, um degenerado
- ao mesmo tempo que aquela velha vozinha safada te sussurra no ouvido: ?É, ela
é boazinha, mas AQUILO ela não faz....?

Mas aí vc se justifica psicologicamente, como um bom espiritualista
condescendente que é, pensando: Pô, eu estava projetado no meu corpo do desejo,
a libido solta como a de Adão e Eva no paraíso, queria o que? Ora, a vida não é
feita só de ajuda extra-física, não...Temos que estar preparados pra tudo, lá no
astral...De mais a mais, a culpa é do Amparador... Onde é que ele estava, que
não foi lá jogar uma água fria?

Contudo, antes de terminar de fazer a barba, já está tudo resolvido, lá dentro
da sua cabecinha: vc já quase se perdoou, é só dar um trato na mulherzinha logo
à noite, para que ela saiba que é ela a única alma gêmea desta sua vida e das
passadas também (bom, aqui vc se força um pouquinho a acreditar nisto, de
verdade), dizer uns mantras à noite, pra não ir parar outra vez naquele
delicioso, quer dizer, pernicioso bordel, e pronto.

Em todo caso e por via das dúvidas, resolve manter o sentimento de culpa por
mais um par de horas, para compensar sua canalhice da noite passada....

Sai, vai pegar o carro, olha o rabo da vizinha que já está ali, de shortinho,
regando as plantas....respira fundo, e segue, impávido com sua culpa, para mais
um longo dia neste mundão sem graça....

Bene


--



Voadores.com.br - Somos Todos Um Só!