VOADORES.COM.BR » AJUDA


19 de maio de 2019, 10:08:50

Projeção Astral - Relatos com Extra-terrestres

H&aacute; projetores que relatam muito mais proje&ccedil;&otilde;es por abdu&ccedil;&atilde;o e exoproje&ccedil;&otilde;es (fora do planeta) do que sa&iacute;das nas cercanias da Terra. &Eacute; o caso de Cristina Cipolla, 36 anos, consultora de moda e mercados de luxo, e assinante da lista voadores h&aacute; quase 5 anos. Cristina praticamente s&oacute; se projeta a partir de abdu&ccedil;&otilde;es, ou tem grande n&uacute;mero de abdu&ccedil;&otilde;es em suas proje&ccedil;&otilde;es, tendo procurado os grupos projetivos em parte para compreender o fen&ocirc;meno.<br /> <br /> &quot;Na primeira vez em que ocorreu, eu estava extremamente l&uacute;cida, muito mais que agora. Estava consciente, por&eacute;m fora de meu corpo f&iacute;sico. Me vi em um gramado muito verde, bel&iacute;ssimo. Quando olhei para o c&eacute;u, notei surpresa que ele estava repleto de naves em formato de disco, parecendo estar h&aacute; apenas 20 metros altura de mim.<br /> <br /> Ent&atilde;o, por algo que pareceu telepatia, recebi uma comunica&ccedil;&atilde;o de uma delas, perguntando se eu gostaria de visitar outros lugares, com eles. Estranhamente, n&atilde;o senti medo, o convite era de algum modo familiar ou normal - mas meu pensamento imediatamente se voltou para<br /> meu filho, ent&atilde;o bem novo. Disse que aceitaria, contanto que pudesse voltar para cuidar de meu filho.<br /> <br /> Imediatamente, me vi dentro da nave. Havia um homem branco, alto, com longos cabelos loiros, usando uma esp&eacute;cie de capa ou sobretudo. Apenas recentemente vi que alguns uf&oacute;logos ou m&iacute;sticos associam essa imagem a comandantes e mestres, e me surpreendi ao ver uma imagem similar desenhada em uma revista - mas o ser da nave n&atilde;o se identificou como mestre ou comandante algum em especial. Parecia-me ser a constitui&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica normal daquela ra&ccedil;a, ou ser.<br /> <br /> Dentro da nave, havia grande quantidade de pain&eacute;is. Notei, no deslocamento, que o &quot;c&eacute;u&quot; era de um azul diferente, escuro, n&atilde;o mais como o que deixei na Terra. A experi&ecirc;ncia era muito l&uacute;cida, estavamos em algum outro tipo de lugar. Olhando para fora, observei milhares de naves parecidas, fiquei muito surpresa. O ser disse ent&atilde;o que nos deslocavamos para outro lugar ou &quot;dimens&atilde;o&quot;, e ent&atilde;o me pediu para descer no que parecia &aacute;gua. Temi, imaginei que iria me afogar, mas ele garantia que n&atilde;o havia risco. Segundo ele, em meu planeta a NASA usava um princ&iacute;pio semelhante em astronautas (vi mentalmente a imagem de astronautas da terra respirando dentro de um l&iacute;quido amarelo) e faziamos tamb&eacute;m experi&ecirc;ncias com ratos usando fluidos para respira&ccedil;&atilde;o, e eu estava agora em um meio mais avan&ccedil;ado do mesmo princ&iacute;pio, podendo respirar normalmente.<br /> <br /> Desci, ent&atilde;o, respirando naquela &quot;&aacute;gua&quot;, para o que parecia ser um audit&oacute;rio. O local, por associa&ccedil;&atilde;o, me fez preocupar com a prova de minha faculdade, que teria que fazer no dia seguinte. Ele, em jogo mental de palavras, disse que eles tinham mais de 50 &quot;faculdades&quot;, e eu estava me preocupando com uma - em uma bem humorada alus&atilde;o a eu n&atilde;o estar ciente da valiosa oportunidade que eu estava tendo. Aprendi a li&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> Em outra ocasiao, em Campinas, projetada de forma l&uacute;cida bem perto de minha casa. Olhei ent&atilde;o para o c&eacute;u, e ele estava novamente cheio de naves - agora em formato de bolas. Olhei para uma, e imediatemente &quot;senti&quot; que perguntavam se eu gostaria de ir. Imediamente me vi dentro dela, antes mesmo de poder expressar meu sim. Notei que faziam o que me pareceu calculos complexos para o v&ocirc;o, nao entendia o que significavam, mas parecia haver muitos n&uacute;meros e sinais. Imposs&iacute;vel n&atilde;o comparar com a matem&aacute;tica da Terra, que j&aacute; me parecia complexa. Em seguida, fui notando claramente o desclocamento, e pude ver com detalhes o meu bairro, depois a cidade de Campinas, depois os contornos do pa&iacute;s e do continente, e a seguir o pr&oacute;prio planeta ia ficando para tr&aacute;s. A sensa&ccedil;&atilde;o de continuidade, coer&ecirc;ncia e lucidez n&atilde;o me deixou a menor d&uacute;vida em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; experi&ecirc;ncia. Na volta, pudemos passar em Paris - cidade que, naturalmente, eu gostaria de conhecer&quot;.



Voadores.com.br - Somos Todos Um Só!